quinta-feira, julho 24, 2003

Outra vez não!

Em tempos apaixonei-me por uma jovem com um ar simpático e jovial e que pela sua frescura se tornou na namoradinha de Portugal. Parecia ser uma simpatia genuína que irradiava beleza e graça, mas com o tempo foi ganhando fama e com a fama veio uma exagerada dose de peneiras a tal ponto que hoje aquela beleza pela qual todos nos apaixonámos se transformou num patinho feio, e só de vê-la aparecer no ecrã logo imediatamente sentimos um ímpeto de desligar o aparelho ou mudar de canal. Foi um duro golpe para o meu coração e ainda hoje recupero da desilusão. No entanto eis que vinda do nada outra jovem ainda mais fresca e jovial, irradiando beleza e simpatia que nem um sol da manhã no meu coração quebrado, volta a ressuscitar em mim aquela vontade de olhar para a TV só pelo prazer de mirar aquele sorriso, aquela graça e novamente aquele sinalzinho tão apetitoso colado à face. Apenas receio desiludir-me novamente, por isso apelo em desespero: Sílvia Alberto, querida, não mudes nunca que este coração não aguenta outro desgosto.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home