terça-feira, dezembro 09, 2003

Valerá a pena?

Olá. É com alguma mágoa que escrevo estas linhas. Apesar dos meus esforços A Matriz tarda em reanimar. Tal como eu havia predito num post antigo, o final das férias iria comprometer seriamente a actualização deste blog. Por isso recorri a dois distintos postadores que ao contrário do combinado pura e simplesmente se borrifaram para o assunto, por isso publicamente anuncio que passam a estar despedidos de postadores d' A Matriz. Penso que é um caso inédito nos blogs, ao menos isso, valeu pela originalidade.

Sendo que quer o Lizzard quer o Nerias optam por voltar a mergulhar no mundo dos comprimidos azuis, o mundo da normalidade falsa, da rotina virtual, resto apenas eu, sozinho a lutar contra a uniformização das mentes, a institucionalização da mentira, e o amordaçamento da realidade. A dura realidade.

Por isso me pergunto eu: estando A Matriz ainda tão longe de atingir A SUA VERDADEIRA ESSÊNCIA, ainda com tantas portas por desvendar e janelas por abrir, será que apenas um a remar contra a maré, será suficiente para não deixar o barco seguir a corrente? Quanto tempo aguentará ele a imobilidade? Semanas e semanas sem sair do mesmo sítio, apenas a debater-se contra as vagas que nunca mudam seu rumo, dias e dias da mesma paisagem monótona, e do mesmo som ritmado, sem nunca mudar o tom. Eu confesso, estou cansado. Se calhar é melhor deixar-me ir, desligar a mente, descansar o corpo, puxar a tomada.

Afinal a ignorância poderá não ser uma benção, mas é certamente um descanso.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home