sexta-feira, outubro 24, 2003

Instrumentos de tortura – O Garrote

Existem basicamente duas versões deste instrumento quase lendário:

Um tipicamente espanhol, no qual um parafuso faz retroceder a argola de ferro, matando a vítima apenas por asfixia. Este é o modelo da foto que foi adquirido num mercado de antiguidades da Catalunha.

Pormenor do garrote

Outro modelo, neste caso catalão, é basicamente igual com a única diferença de possuir um punção de ferro que penetra na carne e quebra as vértebras cervicais, ao mesmo tempo que empurra todo o pescoço para a frente, esmagando a traqueia contra a argola fixa, matando assim, tanto por asfixia como por lenta destruição da espinal medula. A agonia pode ser prolongada, dependendo do humor do verdugo.

Garrote Espanhol

O primeiro tipo foi usado em Espanha, até à morte de Franco, em 1975, altura em que foi abolida a pena capital.O segundo tipo, usado até aos inícios do século XX na Catalunha e nalguns lugares da América Latina, ainda se utiliza no Novo Mundo, sobretudo para tortura policial, mas também para execuções.


Considera-se que o exemplar fotografado seja originário da cidade de Ripoll. Em meados de 1880, instalou-se ali um garrote do primeiro tipo. Esteve anos depositado num sótão da Câmara Municipal, de onde terá saído para o mercado de antiguidades.


Informações sobre a origem, autoria e motivação da publicação deste post, aqui.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home