quarta-feira, novembro 22, 2006

Oxalá me engane

Suspeito que se hoje o Labreca jogar, e a sua influência for decisiva (leia-se: se muitas bolas forem à baliza através de remates fortes e de longe e houver muitos cruzamentos) no jogo, eu estarei aqui a escrever: "Eu não disse?"

Porquê? Por causa disto. E de outras parangonas exageradas como por exemplo (cito de memória):

“Assim nasce um herói!”

Se desta vez eu meter a viola no saco será talvez porque este
peso pluma
não vai jogar.

Talvez. Isto é tudo talvez.

Porque eu não prevejo o futuro. Mas vai haver um futuro, ah isso vai.

Amanhã falaremos sobre o passado e aí vai ser mais fácil de perceberem o que quero dizer.

É sempre possível prever o futuro quando se sabe tudo o que aconteceu no passado.

Eu não sei tudo. Mas sei alguma coisa.

Certezas? Só no presente se podem ter. Ao avaliar o passado.

Confusos? Depois eu explico. Quando tiver tempo.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home